segunda-feira, 10 de agosto de 2009

DIVISÃO TERRITORIAL DO ESTADO DA PARAÍBA

A área total do estado da Paraíba é de 56.439,8 km² divididos em mesorregiões: Sertão, Borborema, Agreste e Mata Paraibana.

Em cada uma dessas mesorregiões encontram-se características próprias que as diferenciam.

Das belas praias aos enigmáticos sítios arqueológicos – das caminhadas nas florestas até as romarias religiosas – das festas folclóricas até os esportes de aventura – a Paraíba oferece ao turista uma variedade de roteiros que se encaixam a todos os gostos e orçamentos.
A Paraíba é um diamante incrustado no Nordeste. A alusão a uma pedra preciosa reafirma a riqueza natural que o Estado possui e as peculiaridades que caracterizam cada uma de suas quatro mesorregiões:
Localização
Mesorregião da Borborema

Em cidades como Prata, Sumé, Serra Branca, Boqueirão e Cabaceiras, a vida desafia a cinza vegetação da Caatinga e revela roteiros de extrema importância cientifica. No Lajedo de Pai Mateus, município de Cabaceiras, os turistas podem apreciar de perto todo o capricho da natureza. O lugar é hoje visitado por gente do mundo inteiro, todos curiosos em decifrar os enigmas escondidos nas rochas. O Lajedo ficou famoso ao servir de cenário para o filme o Auto da Compadecida, Pai Mateus na verdade foi o nome de um antigo ermitão que durante muitos anos residiu sobre as pedras. Muitos séculos antes, no entanto, índios já haviam deixado suas marcas por ali.
Localização
Mesorregião do Sertão Paraibano

É um prato cheio para quem procura aventura e mistério. Religiosidade cultura e ciência se misturam em roteiros de grande beleza plástica. Achados paleontológicos de mais de 130 milhões de anos fazem do Vale dos Dinossauros, em Sousa, um lugar único no mundo. Ali, em meio ao solo rachado e transformado em pedra pelo tempo, centenas de pegadas registram a época em que os gigantes disputavam territórios. Em Vierópolis, cidadezinha a apenas 20 quilômetros de Sousa, sítios arqueológicos e trilhas pela Caatinga são boas dicas para quem busca um pouco mais de aventura. Outras opções interessantes na região são as águas termais de Brejo Das Freiras, as rochas que compõe a Serra de Teixeira – incluindo aí o ponto culminante do Estado – e o belo artesanato local, a exemplo das famosas redes de São Bento. Destaques para a Fazenda Acauã, localizada no município de Aparecida. A fazenda, recentemente restaurada, é uma das mais antigas da Paraíba.
Localização
Mesorregião do Agreste Paraibano

Na medida que nos afastamos do Litoral em direção ao interior, serras e vales férteis apresentam roteiros que unem história, natureza e diversão. Em Campina Grande, no Alto da Serra da Borborema, o “Maior São João do Mundo” atrai milhares de turistas para 30 dias de forró. Em Fagundes a famosa pedra de Santo Antonio, palco de peregrinações religiosas em homenagens ao “santo casamenteiro”, é hoje uma das mais procuradas áreas para a prática de Treking. Em Ingá encontraremos as Itacoatiara (pedras riscadas, em Tupi), a mais enigmática presença indígena no Nordeste.
Localização
Mesorregião Zona da Mata Paraibana


Sol e praia. Essa perfeita combinação parece ser a marca registrada do turismo na Paraíba. Para quem busca agitação, as praias urbanas de João Pessoa são a melhor opção. Além da estrutura de bares, restaurantes, e feiras de artesanato, o turismo encontra ainda passeio de barco até os recifes que acompanham quase toda a extensão da cidade. Um dos lugares mais visitados na capital é a Ponta do Seixas, o trecho de praia que mais se aproxima do continente africano em toda a América do Sul. Em Lucena, Baía da Traição, Mataraca e Barra de Mamanguape (litoral norte), aldeias indígenas cercadas por rios e mangues oferecem roteiros que misturam natureza e história num doa mais preservados trechos do litoral nordestino. No sul, o destaque é para Tambaba, primeira praia naturista do Nordeste.

Litoral

O Litoral da Paraíba se estende por cerca de 133 quilômetros. Sua extensão vai da desembocadura do rio Goiana - ao sul, onde se limita com o estado de Pernambuco - até o estuário do rio Guaju - ao norte, na divisa com o Rio Grande do Norte.
Lucena, Rio Tinto, marcação, Mamanguape, Baia da Traição e Mataraca são os municípios que englobam o Litoral Setentrional. O Litoral Sul abrange os territórios municipais de João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Conde, Alharanda e Pitimbu.

MUNICÍPIO DE UIRAÚNA - PB


Bandeira de Uiraúna

A história de Uiraúna está relacionada com o desenvolvimento do cultivo da cana-de-açúcar no litoral paraibano, devido a concorrência com as ANTILHAS, que tornou a pecuária extensiva a base econômica do sertão, este fato favoreceu sua ocupação com a criação rotas e feiras de gado. Uiraúna por situar-se na divisa Paraíba-Rio Grande do Norte-Ceará foi ponto estratégico de ocupação.

Outro fator importante para a sua colonização foi o espírito expansionista da família D’ávilla que anexaram a seus domínios as terras banhadas pelo Rio do Peixe (Sousa, São João do Rio do Peixe, Uiraúna...), eles provinham da Casa da Torre na Bahia e exploraram grande parte do Nordeste brasileiro com o intuito de acumular capitais através da pecuária.

Tendo em vista o grande território conquistado pela Casa da Torre, os D’ávilla para que pudessem assegurar a ordem e impor a soberania de Portugal começaram a outorgar títulos de capitão-mor, sargento-mor e entre outros, com o intuito de estabelecer o domínio em suas terra, nomeavam também procuradores que lhes pagavam o foro e lhes serviam em troca de apoio e força junto ao governo colonial.

Há relatos que mostram que em 1601, o capitão-mor Antônio José da Cunha, vindo de Pernambuco, estabeleceu-se na região, onde hoje está situado o município, organizando fazendas de gado e conseguindo a amizade dos índios Icós pequenos que habitavam a região do Rio do Peixe e eram tribo dos Tapuias-Cariris.

Nessa conjuntura, pelos idos do século XVIII o território foi doado em forma de sesmaria ao alferes Alexandre Moreira Pinto e a João Nunes Leitão.

Vale destacar a importância do Rio do Peixe, que mesmo intermitente, revelou-se como importante meio de sobrevivência tanto para os índios quanto para os criadores de gado e seus respectivos escravos.

Na segunda metade do século XIX os senhores João Claudino de Galiza, Henrique Caetano de Galiza, Claudino Coutinho de Galiza e Joaquim Duarte Coutinho fixaram-se na região e deram-lhe o nome de Belém do Arrojado, em 1872.

Por volta de 1874 foi fundada uma modesta capelinha pelo Padre José Joaquim de França Coutinho (filho de Joaquim Duarte Coutinho e França Caetano Coutinho) que havia se ordenado no Seminário de Olinda e regressado com o objetivo de construir a ermida. No mesmo local onde foi construído a capela, encontra-se, atualmente, a Igreja Matriz Jesus, Maria e José, a padroeira do município é a mesma desde do século XIX.

Pelo trabalho e amor a terra natal, o Padre França é considerado o fundador do município, sendo em 1940, erguido uma estátua em sua homenagem na praça e rua que levam seu nome.

Paralelamente a vinda dos criadores de gado ao sertão, nascia no Brasil, sobretudo nos estados do Nordeste e do Sul, uma nova classe de trabalhadores, os tropeiiros, que tinham papel de extrema importância para as vilas e cidades do interior, pois na ausência de caminhões (que fora inventado em 1896 , mas por ter altíssimo custo só chegaria ao Brasil décadas depois) eles iam na condução das tropas de mulas buscar em outras cidades produtos que o interior necessitava. Os tropeiros uiraunenses eram conhecidos por “Tropeiros do Sertão” e geralmente iam ao Cariri cearence e a M O S S O R Ó - RN, na busca de rapadura, algodão e de farinha.

Duarante aRepublica Velha o município foi palco de duas grandes rebeliões famosas até hoje, são elas a COLUNA PRESTES e LAMPIÃO. A coluna MIGUEL COSTA PRESTES , mais conhecida por COLUNAS PRESTE foi um movimento político-militar que pregava a insatisfação com a REPUBLICA VELHA , a exigência do voto secreto e a defesa do ensino público, liderada por LUIZ CARLOS PRESTES a rebelião passa pela terra de Padre França, primeiramente pela comunidade de APARECIDA , logo após chega a LUIS GOMES, NO RIO GRANDE DO NORTE e depois voltando a terras uiraunenses vai ao Olho d'Água Seco, depois para Santa Umbelina e também para Quixaba, quando parte em direção ao município de VIERÓPOLIS. LAMPIÃO foi o mais famoso cangaceiro da história do Brasil, em Uiraúna suas visitas (1927) ( foram consideravelmente rápidas e tanto na primeira como na segunda fez o mesmo trajeto. Um fato curioso a se comentar que foi a partir da recuada de FRANCISCO VIRGULINO DA SILVA, conhecido por LAMPIÃO na região que começou a perder nas suas batalhas até que onze anos depois fosse morto.

Banda Jesus, Maria e José
Nesse período também aconteceu um fato que influenciou a formação cultural do município, foi nesse período também aconteceu um fato que influenciou a formação cultural do município, foi a REVOLTA DO JUAZEIRO , que consistia num confronto armado entre as oligarquias cearenses e o governo federal provocado pela interferência do poder central na política estadual, ou seja, em 1911 o prefeito de JUAZEIRO DO NORTE, o PADRE CÍCERO resolveu não aceitar algumas ordens do governo federal, em resposta o governo enviou tropas instaurando um verdadeiro conflito em todo interior cearense, então várias pessoas com medo do que poderia acontecer se refugiaram em outras cidades, assim quatro músicos da cidade de MISSÃO VELHA vieram parar em Uiraúna e em busca de emprego procuraram Padre Costa que juntos tiveram a idéia de ensinar música aos uiraunenses, desse modo nascia em 1914 a Banda Costa Correia, que hoje se chama BANDA DE MÚSICA JESUS, MARIA e JOSÉ e dá ao município o título de terra dos músicos.

Os tempos de ouro do município ocorreu durante o cultivo do algodão. Foram os criadores de gado do século XIX que deram a grande contribuição para o seus desenvolvimento nessas terras. O "ouro branco", como era chamado antigamente se adequou perfeitamente ao solo uiraunense e paraibano, e como houve alta produção várias usinas algodoeiras vieram a Uiraúna, como a SAMBRA e a ALGASA. A cidade vivia do algodão e seu desenvolvimento veio através dele, trazendo até bancos como o PARAIBAN, a Caixa Econômica Federal e o Bradesco, mas um inseto originário da América Central, o bicudo, infestou todo o Brasil trazendo altíssimos prejuízos para a cidade como principal exemplo o fim de todas essas empresas citadas acima e a perda de toda produção, levando Uiraúna e todo o Brasil a uma grave crise.

De acordo com as divisões territoriais de 31 de dezembro de 1936 e de 31 de dezembro de 1937, bem como o quadro anexo ao Decreto Lei 1.010, de 30 de março de 1938, o território de Uiraúna figurava como Distrito de São João do Rio do Peixe.

Em 15 de novembro de 1938 o distrito de Belém passava-se chamar Canaã.

A luta pela autonomia política começou por volta de 1942, sendo concretizada somente em 2 de dezembro de 1953, sob Lei Estadual de número 972. Assinada pelo então governador da Paraíba, José Fernandes de Lima, a lei previa a instalação oficial do município a 27 de dezembro do mesmo ano. Nesta data foi empossado o primeiro prefeito, o norte riograndense Adolfo Rodrigues.

O principal defensor da autonomia foi o mossoroense OSVALDO BEZERRA CASCUDO (MOSSORÓ-RN, 04/09/1908 – CAMPINA GANDE-PB, 21/08/1997, com a contribuição do então deputado estadual Fernando Carrilho Milanez.

Veja na postagem seguinte os nomes e períodos dos administadores da cidade de Cidade Uiraúna, terra de duas pessoas muito importante, o conceituado jonalista, poeta e escritor brasileiro JOSÉ NÊUMANNE PINTO, este é parante, talves ele não saiba, de FRANCISCO GERMANO FILHO, o conhecedíssimo CHIQUINHO GERMANO, um dos poucos brasileiros eleito cinco vezes para o mandato de prefeito. Em meu livro referente a biografia de CHIQUINHO relatei sobre os laços familiares dessas duas grandes personalidades. Confira no link LITERATURA; e de LUIZA ERUNDINA, ex-prefeira de São Paula e Deputada Federal.

FONTE: WIKIPÉDIA - maior fonte de pesquisa do BRASIL, NESSE SITE VOCÊ ENCONTRA COM TUDO (QUASE) QUE DESEJAR





PREFEITOS DE UIRAÚNA - PB

Prefeitos e vice-prefeitos do município de Uiraúna

1 - Adolfo Rodrigues de Lima , 1 de janeiro de 1953 a 31 de dezembro de 1955

2 - Ananias Alves de Figueiredo, 1 de janeiro de 1956 31 de dezembro de 1959
vice prefeito: Joaquim Moreira Sobrino
3 - Osvaldo Bezerra Cascudo, 1 de janeiro de 1960 a 31 de dezembro de 1963
Oswaldo Bezerra Cascudo

OSVALDO BEZERRA CASCUDO, natural de minha querida e amada cidade de Mossoró-RN, nascido a 4 de setembro de 1908 e faleceu em Campina Grande, no dia 21 de agosto de 1997.

É considerado o emancipador de Uiraúna, que foi homologada cidade em 02/12/1953, quando a bordo de um avião lançou panfletos que noticiavam a independência municipal.

Em l950 foi candidato pela Coligação Democrática Cristã (CDP) a deputado estadual da Paraíba, recebendo 1228 votos

E1958 foi candidato pelo PR a deputado estadual a da Paraíba, recebendo 1.389 votos.

Em UIRAÚNA foi prefeito de NO PERÍOD DE 1963/63 , teve como principais obras a reforma da praça Padre França e a construção do Grupo Escolar de Areias.

Em 1966 foi novamente candidato a deputado estadual pela ARENA na Paraíba, recebendo 2.146 votos. Foi também um importante médico obstetra.

VICE - Francisco Enéas de Alencar
4 - Joaquim Moreira Costa 1 de janeiro de 1964 31 de dezembro de 1968
VICE - Joel Vieira da Silva
5 - Antônio Maurílio de Aquino 1 de janeiro de 1969 31 de dezembro de 1972
ARENA José de Anchieta Pinto
6 - Manuel Nogueira Neto 1 de janeiro de 1973 31 de dezembro de 1976
vice - José Gomes (Dedé de Capitão)
7 - Antônio Maurílio de Aquino 1 de janeiro de 1977 31 de dezembro de 1982
VICE Firmo Fernandes Duarte
8 - Geraldo Nogueira de Almeida 1 de janeiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988
vice - José Leonam Fernandes
9 - Paulo Arthur de Almeida Bastos 1 de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992
VICE - Damiana de Freitas Oliveira
10 - João Bosco Nonato Fernandes 1 de janeiro de 1993 a o
11 - Geraldo Nogueira de Almeida 1 de janeiro de 1997 31 de dezembro de 2000
VICE - José Enéas de Alencar

João Bosco Nonato Fernandes

12 - João Bosco Nonato Fernandes 1 de janeiro de 2001 a 31 de dezembro de 2004
VICE - Laurentino Fernandes Nogueira
13 - João Bosco Nonato Fernandes 1 de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008
PSDB Beunildes Maria Santiago

14 - Glória Geane de Oliveira Fernandes 1 de janeiro de 2009 a 21 de dezembro de 2011
vice - Beunildes Maria Santiago

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

MAMANGUAPE - PB

@@@FONTE: SITE WIKIPÉDIA@@@@

HistóriaFundação: 25 de Outubro de 1855 (156 anos)

A origem do nome Mamanguape é a junção dos nomes indígenas cujo significado é: “água boa de se beber”. A antiga área de ocupação da cidade compreendia territórios hoje pertencentes a dez municípios: Rio Tinto, Baía da Traição, Marcação, Itapororoca, Jacaraú, Pedro Régis, Curral de Cima, Capim, Cuité de Mamanguape e Mataraca, contando com praias como Barra de Mamanguape e Praia de Campina, hoje pertencentes à Rio Tinto. Chegou a ser a 2° cidade mas desenvolvida da Paraíba e por causa disso teve o privilégio de receber o imperador Dom Pedro II.

Economia

Existe um vasto comércio de roupas, eletro-eletrônicos, calçados, alimentos, agências bancárias, usinas de açúcar, álcool e cachaça e tambem a um gasoduto que abastese dois postos de combustivel da cidade e tambem vende para outras cidade. O rio Mamanguape banha o município, mas sofre com os estragos provocados pelas usinas e plantações de cana; o desmatamento das plantas ribeirinhas provoca a lenta morte do rio, o assoreamento é evidente à altura da BR-101, mas também o seu estado atual se deve a criação de barragens em todo o seu trajeto,.

Bancos
  • Banco do Brasil
  • Caixa Econômica Federal
  • Bradesco
Lojas de móveis e eletros
  • Armazém Paraíba
  • Lojas Maia
  • Decorama
  • Lojão Paraíso
  • Mercosul²
  • Magazine Center
Usinas e engenhos
  • Monte Alegre²
  • Bandeira Branca
  • Amore

Comunicação

Mamanguape é servido pelos principais meios de comunicação tais como: Telefones (fixo e móvel), Internet (Rádio, Satélite e discada), Rádios (AM e FM), TV (canais abertos e fechados).

Turismo

Pontos interessantes do município: Casa do Imperador, casas tombadas, o presídio as Igrejas São Pedro e São Paulo, do Rosário e de São Sebastião. Possui vastas matas virgens como por exemplo: Mata dos Guaribas, Bica do Sertãozinho, Reserva do Pau-Brasil e o Horto Florestal, além do Hotel Fazenda Camaratuba .

Feriados
  • 29 de Junho Padroeiros São Pedro e São Paulo
  • 25 de outubro Emancipação Política
Centro Cutural Fenix

O antigo Mercado de Mamanguape que foi edificado pelo capitão Paulino Fernandes da Costa, em 1874, há 134 anos. Em 1901, sendo presidente do conselho municipal o Capitão Francisco Ivo, foi construído mais um compartimento, seis anos depois, pelo então Prefeito Cel. José Campelo, foram realizados diversos melhoramentos e novas talhas para o corte de peixe e carne. Um ano depois, no seu segundo mandato de Prefeito, o Major José Pedro Batista Carneiro concluiu a calçada do Mercado e colocou lampiões de azeite para iluminação externa.

Em 6 de agosto de 1943 tem conhecimento da última restauração realizada no antigo Mercado, há 65 anos pelo Prefeito Dr. José Fernandes de Lima. Em 2005 o mercado se mudou para outro local da cidade ficando assim o prédio abandonado mas, em 2006 se teve início dos trabalhos para o antigo Mercado se transforma em uma Centro Cultural. Em 4 de julho de 2008 a restauração do prédio foi inaugurada pelo ex-prefeito Fábio Fernandes Fonsêca, se transformando no Centro Cultural Fenix. O prédio conta com um auditório multiuso (cinema, teatro, música, apresentações folclóricas, seminários, congressos, palestra, lançamento de livros, festival e capacitações); brinquedoteca; sala de reboco (espaço para exposições e performances diversas); inclusão digital; sala de música; espaço para oficinas temáticas (artesanatos, danças e artes plásticas), camarim, lanchonete e banheiros.

Religião

A maioria da população é católica. Há uma igreja matriz e oito igrejas menores na cidade. O restante da população pertence às religiões protestante, mórmon(A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias), testemunhas de Jeová, adventista e espírita. Além do local de reuniões já existente, será construída uma capela no bairro da Gurgurí para reuniões dos mórmons.

Educação

Na educação se destaca o Instituto Moderno, patrimônio histórico da cidade, fundado por Adaitom Coelho Costa que foi promotor de Mamanguape e de outros municípios da Paraíba.

Também há escolas importantes como: Executivo Colégio e Curso, Colégio Novo Astral, Centro Educacional Beatriz Menezes dentre outras públicas e particulares.

Uma conquista importante foi o campus da Universidade Federal da Paraíba, que possui vários cursos (Hotelaria, Ciências Contábeis, Matemática, Secretariado Executivo Bilingue, Ecologia, Ciências da Computação, Design e Pedagogia)

Também Mamanguape já dispõe de uma Escola Profissionalizante de Cursos Técnicos – Escola de Enfermagem Rosa Mística – com cursos de Técnico em Enfermagem, Técnico em Segurança do Trabalho, Auxiliar em Consultório Dentário, Técnico em Higiene Dental, entre outros.

Finalmente, há dois cursos de línguas (Inglês e Espanhol, reconhecidíssimos por suas excelências- CCAA e WAVE .

Bairros e conjuntos habitacionais

Mamanguape possui doze bairros e dois conjuntos habitacionais

Bairros
  • Centro
  • Campo
  • Bela Vista
  • Sentãozinho
  • Alto do Cemitério
  • Vale Verde
  • Gurguri
  • Areal
  • Planalto
  • Cidade Nova
  • Terra Nova
Conjuntos habitacionais
  • Manoel Fernandes
  • Cícero Lucena

Filhos ilustres

  • Carlos Dias Fernandes
  • Castro Pinto
  • Flávio Clementino da Silva Freire
  • José Fernandes de Lima
  • Marcos Barboza
  • Coronel José Castôr do Rêgo
  • Manuel Pessoa de Brito
Brasão de Mamanguape Bandeira de Mamanguape
Brasão Bandeira

MATARACA - PB

Datam da primeira metade do século XIX as origens de Mataraca. A povoação surgiu com a implantação do sítio Mataraca, pouco se sabendo das pessoas que ali habitaram. Acredita-se porém, que sua história esteja muito ligada à formação do núcleo populacional de Mamanguape, em virtude da proximidade entre ambas. Alcançou grande prosperidade e seu comércio atingiu elevado movimento. Tento é que em 1907, as economias de muitos comerciantes atraíram a cobiça de bandidos que, liderados pelo filho de um deles, assaltaram a localidade, terminado por assassinar Luís Guilherme, proprietário de um rico engenho. Em vista deste acontecimento, o comércio local entrou em vertiginoso declínio.
A primeira capela foi construída com dinheiro arrecadado por uma feira missionária e situava-se no mesmo local da atual matriz.
Sua autonomia administrativa foi alcançada através da Lei n.º 3.047, de 17 de junho de 1963, ocorrendo sua instalação oficial a 21 de outubro de 1964, desmembrada de Mamanguape com território formado apenas pelo distrito da sede.

Significado do Nome

O topônimo Mataraca é originário do latim e significa monte de formiga Nas divisões administrativas do Brasil correspondentes a 1911, 1936, 1937 e nas referentes aos qüinqüênios 1939-43, 1944-48 e 1949-53, Mataraca ficou como distrito de Mamanguape.

FESTAS POPULARES

Entre as manifestações populares estão, a festa do Padroeiro Bom Jesus,que é comemorado com nove noites festivas, à partir do dia 23 à 31 de dezembro, levando milhares de fiéis as ruas,e a tradicional festa de São Sebastião, que acontece durante o mês de janeiro.No dia 17 de junho é comemorado a emancipação política.

Limites

Baía da Traição (20 km), Mamanguape (42 km), Jacaraú (48 km), Baía Formosa - RN (41 km), Taquaretama – RN (46 km) e o Oceano Atlântico. Distante 84 km de João Pessoa, Mataraca tem uma área de 344 km2, ocupando no Estado da Paraíba o 61º lugar em tamanho.

Principais Pontos Turísticos

Ordenhas, cavalgadas e trilha ecológica

Oferecidas pelo hotel fazenda do município.

Praia Barra de Camaratuba

Camaratuba é a última praia da Paraíba, fica a 13 quilômetros do Rio Grande do Norte (divisa). A Barra é formada por pequenas baías. A ponta já faz parte da reserva potiguara. Suas águas encontram os rios Mamanguape e Cumarú, ambos da reserva indígena.

Preservação da área de mangue

A Câmara Municipal de Mataraca aprovou no dia 13 de fevereiro/98 uma lei municipal criando o Parque Ecológico de Barra do Camaratuba, que permite a preservação de toda a região manguezal do ambiente e o complexo Acaju Tibiró, que na língua tupi quer dizer praia do caju azedo ou de sabor desagradável. O parque protege 3.500 metros de mar.
O complexo envolve as praias a partir da foz seguindo por Cardosa, Tambá do Forte e Baía da Traição, que fazem parte do território dos índios Potiguara. A criação do parque contou com a luta de nativos e pessoas de fora que freqüentam a Barra do Camaratuba.

Vila Barra de Camaratuba, MATARACA-PB

A margem direita do Rio Guajú, no centro da região de fronteira, esta a vila de pescadores de BARRA DE CAMARATUBA, ultimo distrito do Estado da Paraíba, pertencente ao município de Mataraca-PB, encravada entre dunas grandes reservas ecológicas a “Barra” como os nativos a denominam, é o que se pode chamar de paraíso tropical, com uma população que não chega a mil habitantes o vilarejo, vem despertando o interesse de visitantes e investidores estrangeiros, que planejam com o apoio do poder público municipal, transformar a Barra de Camaratuba em um ícone do desenvolvimento turístico, sustentável e preservacionista, com foco no ecoturismo turismo rural e de aventura



Mataraca-PB
População (Jul/2005): 6.201
Área (Km²): 174,40
PIB (2002): 81.097
Fonte: IBGE

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

MUNICÍPIO DE NOVA FLORESTA PB

HISTÓRICO

Por volta de 1870, onde passava uma estrada carroçavel, existia uma pequena casa chamada "Estrondo" que foi o marco inicial do atual município de Nova Floresta. Só em 1927 quando chegava ao local o Sr. Benedito Marinho da Costa que se estabeleceu com o pequeno negócio, o pequeno povoado tomou vulto. Já em 1930, o Sr. Benedito Marinheiro transferiu parte dos seus negócios para Felinto Florentino de Azevedo que adquiriu muitas terras na região.

Em 1936, Felinto Florentino de Azevedo, nascido a 23 de agosto de 1881, filho de Cassiano José Soares e Isabel Francisca de Jesus, doou o terreno para a construção da Capela de São Severino Bispo e construiu inúmeras residências, facilitando a condições de intercâmbio. Após dois anos, realizava-se a primeira feira do povoamento que ainda hoje se faz com grande movimento. Com o passar dos tempos, o lugarejo elevou-se a categoria de distrito (1955), ficando dependente de Cuité, Benedito Marinho da Costa, Felinto Florentino de Azevedo e Francisco Esteves Andrade, iniciaram as gestões para emancipação Política. Quatro anos depois, mais precisamente no dia 30 de abril de 1959, através da Lei nº 2077, ocorreu à elevação a município, ficando apenas com o termo juridiciário da Comarca de Cuité.

Foi instalado no dia 6 de junho de 1959, que teve como primeiro prefeito o senhor FELINTO FLORENTINO DE AZEVEDO, nomeado no dia 6 de maio de 1959, pelo governador paraibano, Pedro Moreno Gondim, que administrou o novo município até 30 de novembro de 1959, que passou o cargo para o senhor Benedito Marinho da Costa, primeiro prefeito eleito de Nova Floresta, o qual governou até 31 de janeiro de 1969.

CRONOLOGIA DE NOVA FLORESTA

1870 – Construída a 1ª casa no Sítio Estrondo.

1927 – Construída a primeira casa do povoado, situada, na Rua São Severino, hoje rua Felinto Florentino e pertencente ao sr. José Garcia Dantas. Instalado a 1ª casa comercial na localidade,A SIMPATIA, pelo sr.Benedito Marinho da Costa.

1930 – João Nilo Dantas (João Cazuza), construiu a sua casa no povoado. Agricultor e benemérito, doou vários lotes de terra para a construção de casas nos seus terrenos, contribuindo com o crescimento da cidade, inclusive o terreno onde hoje se situa o Mercado Público.
1935 – Doação do terreno para a construção da Capela de São Severino, pelo sr. Felinto Florentino de Azevedo.

1936 – No dia 20 de outubro, celebrada a primeira Missa na povoação, pelo Padre Luiz Santiago.

1938 – Num domingo foi realizada a primeira feira do povoado. 1951 – A 11 de fevereiro, Fundado o Nova Floresta Clube.

07 de setembro de 1948 – Inauguração da Escola Elementar Rural Mista de Nova Floresta, atual Escola Municipal Dep. José Ferreira

1952 – Inaugurada a Amplificadora Muirapiranga, por Menézio Dantas, sendo este o primeiro serviço de radiodifusão da nossa cidade. 1953/54 – Fundada a primeira Associação rural de Nova Floresta.

1955 – Criação do Distrito de Nova Floresta, pertencente ao município de Cuité, através da lei n.°1.183, de 29 de março. Instalado o CARTÓRIO DE REGISTRO CIVIL, sendo seu Termo de Abertura registrado no dia 23 de maio. O Primeiro Escrivã, foi Menézio Dantas, que assumiu até 17 de maio de 1956. Nesse período foram registrados 265 nascimentos. Sendo que a primeira criança a ser registrada que levou o n.°001, foi Maria de Fátima Dantas, filha de José Batista Dantas (seu Cazuza) e Regina Sebastiana Dantas.

1956 – Instalada a 1ª casa comercial de peças para Automóveis e motores em geral, além da 1ª bomba de Combustíveis, ligada á distribuidora, ESSO, pelo sr. Gentil (Canuto) Dantas.

1958 – Inaugurado o posto de atendimento do Telégrapho Nacional, hoje Empresa de Correios e Telégrafos - ECT, sendo a sua 1ª agente a srª Lourdes Pessoa, de Cuité, e a 2ª agente a srª Santa Azevêdo, que assumiu em julho.
1959 – Por intermédio dos senhores Felinto Florentino de Azevêdo, Benedito Marinho da Costa e Francisco da Costa e Francisco Estevam de Andrade, iniciam-se as gestões políticas para a emancipação do município, com o apoio total dos demais moradores.
30 de abril de 1959 – Elevação do Distrito a categoria de Município,através da Lei n.°2077, cujo projeto de lei que originou a referida lei foi do deputado JOSÉ FERREIRA DA COSTA (Cuité, 06/04/1924)

06 de maio de 1959 – O governador da Paraíba faz a nomeação do senhor FELINTO FLORENTINO DE AZEVEDO, para exercer o cargo de prefeito do município de Nova Floresta

06 de junho de 1959 – instalação do município de Nova Floresta, que teve como primeiro prefeito, o senhor Felinto Florentino, NASCIDO A 23 DE AGOSTO DE 1881,filho de Cassiano José Soares e Isabel Francisca de Jesus. Casado com MARIA ISABEL DO SACRAMENTO

07 de setembro – Primeiro desfile cívico das Escolas do Município de Nova Floresta.

30 de novembro de 1959 – posse do primeiro prefeito constitucional de Nova Floresta na pessoa de Benedito Marinho da Silva, nascido a 18 de setembro de 1898, filho de Antonio Pereira da Costa e Maria Marinho da Costa, casado com Leopoldina Manoel da Costa. Faleceu no dia 4 de maio de 1983

31 de janeiro de 1963 – posse do segundo prefeito constitucional, senhor MENÉZIO DANTAS.
17 de dezembro de 1962 – criada a Biblioteca Pública Municipal Felinto Florentino
1966 – Assume o cargo de Escrivão, oficial do Registro Civil, o jovem Jaime de Oliveira, exercendo esta função de 30/09/66 a 02/07/1996. Durante este tempo foi Professor do Instituto de Educação Municipal e vice-Prefeito na gestão de Silvestre Garcia (1983 – 88).

25 de outubro de 1982 – criada a creche Jerusa Dantas 014/4/1964 – 21/6/1974), situada na Rua São Vicente de Paula

1996 – Assume o cargo de Escrivã a senhorita Marlene Assis de Araújo (Branca) de 08 de julho deste ano de 08 de janeiro de 2002. 2002 – Eliane Clementino Pereira substitui Branca no cargo de Escrivã do Cartório de Registro Civil, desde o dia 11 de janeiro deste ano. Até esta data foram registrados10.984 nascimentos.

02 de fevereiro de 1996 – criada o Educandário Caminho do saber

01 de janeiro de 1997 – posse do prefeito Edilson Batista de Andrade, eleito em 3 de outubro de 1996

01 de setembro de 1969 – Criado o Grupo Escolae Professora Jullieta de Lima e Costa, atual escola Municipal

26 de março de 1979 – Criada a Escola Estadual Benedito Marinho da Costa, que teve como primeira diretora a professora Elenilda Batista Dantas

12 de março de 1981 – Ateavés do Decreto nº 8964 a então Escola Elementar Rural Mista, posteriormente Escolas Reunidas e Grupo Escolar Deputado José Ferreira passa a denominada de escola estadual deputado José Ferreira

01 de janeiro de 2000 – posse do prefeito Severino Ramos de Oliveira, eleito em 1º de outubro de 2000

02 de março de 2000 – criada a Escola Municipal Hilda Marinho da Costa, que teve como primeira diretora a pessoa de Rosalita de Medeiros

01 de janeiro de 2005 – posse do prefeityo João Elias Silveira Neto Azevedo, natural de Nova Floresta, nascido a 1º de outubro de 1971, eleito em 3 de outubro de 2004

05 de outubro de 2008 – o prefeito João Elias é eleito prefeito de Nova Floresta, tomou posse no dia 1º de janeiro de 2009

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
O QUE VOCÊ QUER PESQUISAR, VOCÊ ENCONTRA EM UM ÚNICO LOCAL, NO "PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS", A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DE MINHA QUERIDA E AMADA TERRA POTIGUAR, COM 16 BLOGS, 1350 LINKS, DOIS ORKUTS, UM YOUTUBE, UM FACEBOOK,UM TWITTER, UM MSN E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO 1373 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB. CRIADO A 29 DE OUTUBRO DE 2008 (QUARTA-FEIRA), PELO STPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR # 100 % NORTE-RIO-GRANDENSE. ACESSE E CONFIRA!

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

Quem sou eu

Minha foto
É o blog da cultura, política, economia, história e de muitas curiosidades regionais, nacionais e mundiais. Pesquisamos, selecionamos, organizamos e mostramos para você, fique atenado no Oeste News, aqui é cultura! SÃO 118 LINKS: SEU MUNICÍPIO - histórico dos 167 municípios potiguares; CONHECENDO O OESTE, MOSSORÓ, APODI - tudo sobre o município de Apodi, com fatos inéditos; MOSSORÓ - conheça a história de minha querida e amada cidade de Mossoró; SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO e APODIENSE DE CORAÇÃO; JOTAEMESHON WHAKYSHON - curiosidades e assuntos diversos; JULLYETTH BEZERRA - FATOS SOCIAIS, contendo os aniversariantes do mês;JOTA JÚNIOR,contendo todos os governadores do Estado do Rio Grande do Norte, desde 1597 a 2009; CULTURA, POLICIAIS MILITARES, PM-RN, TÚNEL DO TEMPO, REGISTRO E ACONTECIMENTO - principais notícias do mês; MILITARISMO. OUTROS ASSUNTOS, COMO: BIOGRAFIA, ESPORTE, GENEALOGIA, CURIOSIDADES VOCÊ INTERNAUTA ENCONTRARÁ NO BLOG "WEST NEWS", SITE - JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM OESTE NEWS - fundado a XXVII - II - MMIX - OESTENEWS.BLOGSPOT.COM - aqui você encontrará tudo (quase) referente a nossa querida e amada terra potiguar. CONFIRA...

Minha lista de blogs

COMO VOCÊ CHEGOU AO LINK "DIVISA RNPB?